25 de maio de 2009

Mais uma..

Hey, depois de um longo tempo, aqui estou eu (again). Sabe, estou louca pra contar piadas e dizer asneiras aqui. Porém, simplesmente não consigo fazer isso ultimamente. Não me sinto bem, não sei o que acontece. Meus pais insistem em me deixar pra baixo, e por mais que eu diga a mim mesma: "Paula, você é mais forte que isso, deixa de besteira!", confesso que me torno totalmente suscetível a tal atitude deles. Fico apreensiva, irritada, e com ódio de tudo. É claro que ninguém, além deles, tenha culpa disso. Ah, algum de vocês deve estar pensando: "Nossa, que menina imatura do caralho, culpa os pais assim, do nada.!" Pois bem, eu tento entendê-los, acredite. Não me considero apenas mais uma adolescente que se revolta com certas injustiças, e sim mais uma adolescente realista. Sinto-me como a 'ovelha negra' da família, absolutamente. Declaro também que não me sinto a vontade em minha própria casa, o que é frustrante. Sabe o que é ser criticada o tempo todo praticamente quando se está com seus pais? Se você passa por isso, nesse momento então, tenho certeza que me entende. Já te colocaram como a pior pessoa do mundo? Espero que não, pois isso é horrível e a sensação não é das melhores. Dentro de casa, sempre me fazem como pior, acho que até me acostumei com tal absurdo. Aquela famosa expressão: "Não há lugar como o nosso lar..", sinceramente.. pra mim não tem muito efeito.
Eu gostaria muito de poder expressar livremente o que eu penso com as pessoas que moram comigo. Percebe que não me referi muito a 'família' quando disse isso? Pois é, eu que pensei que tinha uma família bem unida, acho que tive provas o suficiente pra pensar o contrário. Penso que meus pais e familiares se assustarão qualquer hora comigo. Mas, sem dramas por favor. Só estou tentando compartilhar aqui o que se passa em mim.
Ah, eu não vejo a hora de sair de casa, sinceramente! Morar sozinha seria uma boa idéia. Mas calma! Eu não disse que será fácil. Sei muito bem de todas as coisas que terei que enfrentar quando eu responder por mim. E confesso que não me importo, estarei cuidando de coisas minhas, assuntos meus e ponto. Ninguém pra me dizer o que devo fazer ou não ou me criticar sobre meu comportamento. Apesar de todos os meus conflitos de personalidade, acredito que eu já esteja com ela formada. Sim, sou nova. Apenas 16 anos. E algumas vezes me sinto como uma jovem idosa. É engraçado isso, de forma hilariante. Descobri coisas que gosto, que eu nunca pensaria que fosse gostar. Me descobri como pessoa, e estou certa de que não mudarei. Penso que preciso me reorganizar, mas não sei como. Não sei nem por onde começar. Eu tenho uns sonhos meio malucos, quero ser uma rockstar. nowedniondnaodnoneoano²
Mas é sério. Eu penso em ser acompanhada pela música profissionalmente também. Não me vejo fazendo outra coisa, a menos que eu vire psicóloga, o que é a minha segunda opção. Mas penso que serei frustrada se não conseguir algo com música, é. Só não vou começar a falar mais disso, pelo simples motivo de eu ter muita coisa mesmo a dizer sobre o assunto, e por achar também que se eu for desabafar, terei que arranjar um psicólogo pois não estou pagando nem alugando a paciência de ninguém pra ficar lendo isso aqui. Acho que consegui desabafar 10% do que estou sentindo. Sou grata mais uma vez pela atenção de quem leu e se identificou, e espero poder compartilhar mais coisas aqui. Mesmo não conhecendo o rosto de todos que lêem o que escrevo, mesmo que sejam poucos, esses 'poucos' me fazem bem de alguma forma.

5 comentários:

C a i o disse...

Que jeová lhe por toda sua vida minha filha
AKSAMKOSKOMAMOKSAOKMSMKOAMKOSAKMO' -nnn

Locke disse...

Que jeová lhe "guie" por toda sua vida minha filha

corrigi pro Caio o/

gente, achei engraçado q vc se sente na sua 'família' exatamente como eu me sinto na minha .-.

eu gosto do que vc escreve, parece eu shausuasuia

KennY disse...

com o passar do tempo você vai aprender a ignorar coisa como "em quanto eu te sustentar tu vai ter que , seguir as minhas regras e me obedece "
ou os comentários em rodas de família esse tipo de coisa
familía desse "tipo" , você so tem que aguentar em quanto não é "livre "
por que apartir do momento que vocÊ ganha essa "liberdade "
apesar de tudo ficar mais dificil
mais se for comparar com essa "opressão" essa "liberdade " é a melhor coisa do mundo .

Paula disse...

Ah Locke, é foda o que eu passo. Imagino o que você deve passar também.. Me identifico muito com todos aqui só por ler os textos, poemas e afins..

Paula disse...

Então KennY, eu penso dessa maneira também.. Eu amo a Liberdade, em todas as suas variações. (:

Postar um comentário

 

Mente vazia a todo vapor 2010 | Layout por @vtkosq