19 de julho de 2009

Luta, dor.

A dor me corroendo, deixando-me mais fraco
Tenho forças para lutar, sangue a dar
Remedios não adiantam mais
O odio esta me matando
Esquecer as dores, um dia, talvez
Não hoje, não agora. minha hora, miha vez.

Não vou mentir, deixarei continuar
Todos lutando entre sí
Pessoas morrendo, crianças a chorar
Sua vida é um caos
Um transito continuo
Impedindo-me de falar que a dor que você causou nunca vai cessar.

Sonhos, amor, guerra, dor
Palavras tão distintas que destroem milhões de vida
Todos os dias, acordo apreenssivo
Sempre me perguntando o porque disso e daquilo
Quero ter as respostas, dentro de mim, mesmo que não as use
Tenho coragem para dizer "quem nos destruiu foi você",
erro humano incontestavel.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Mente vazia a todo vapor 2010 | Layout por @vtkosq