14 de julho de 2009

Subentendido ou entenda como quiser...

Preciso encontrar a paz que perdi, o sono que já não tenho mais, a felicidade que era presente em mim. O motivo que me dava razão, a razão que me motivava. Me vejo aqui, sem luz, sobrevivendo no cruel inferno de minha existência. Todos querem saber como estou, e mesmo que saibam, nunca entenderão. Já não consigo ter o controle de todas as situações como eu costumava ter. Agora, o meu controle em seu desespero mutável, é o próprio descontrole. Escrava do meu próprio sentimento, oculto em meu ser, e que eu jamais pensei que existisse. Só existe uma maneira de amenizar, ou melhor, acabar de vez com isso, e eu realmente sei qual. Mas é a maneira mais drástica, atraente e cruel que existe, E os realmente fracos, a tornam possivelmente imediata; algumas vezes dolorosa, agoniante. Outras, silenciosa e imperceptível. Mas, mesmo com esses antônimos, o objetivo é o mesmo. Não me vejo como fraca, pois se assim fosse, eu já teria adotado a única maneira de não encarar os fatos, de vez. Mas me considero desprotegida de mim mesma, sem querer. Os contrastes do meu ser me fazem a melhor ou a pior pessoa do mundo, porém, não me considero nenhuma delas. O desejo de me isolar, me tornar independente de qualquer sentimento ou pessoa; mas não sou, ainda. Eu só não quero que qualquer frustração de minha existência se torne maior. Eu amo, eu odeio; eu tenho e não tenho; eu sou e não sou; eu sei de tudo e de nada sei; conheço o mundo e não sei a sua identidade; adoro as pessoas e as detesto. Eu tenho em mim toda a felicidade e toda a tristeza do meu ser.

Aeae, escrevi isso no primeiro dia do mês de Julho, onde eu estava sem o meu computador, numa depressão do cacete e pensei que pudesse escrever coisas sem noção e postar aqui. :D

beijostchau. :*

2 comentários:

caiocah disse...

Ounn que lindo *-*

Gill disse...

São 4:19 da manha e digo que valeu a pena ficar mais 5 minutos aqui pra ler seu post.
Você sabe se expressar de maneira incrivel,e é um tapa na cara digamos assim.
Você falou oq muitos de nós sentimos mas não temos coragem de admitir.

Ficou foda Pah
Beijos

Postar um comentário

 

Mente vazia a todo vapor 2010 | Layout por @vtkosq