31 de outubro de 2009

Confuso

Tenho pena de mim por acreditar no amor
Algo que acho que nunca existiu de verdade
E que só nos trás dor.

Esperei tanto tempo pra dizer tudo que penso sobre você
Escolher as palavras pra quê ? São a gostas de sangue que vão dizer a verdade
A realidade de um mundo sombrio
Tudo o que se tem dentro de um cara com coração vazio

Eu já não conheço mais palavras pra descrever a dor
E cada minuto a cada passo, eu estou mais mais longe de mim
De todas as palavras que sempre escrevi

Lembranças, ilusão
Medo, vergonha
Histórias, escuridão
tempo, desilusão
Minutos vazios
sentimentos tão frios
Ideias escacas
Amor, verdades
mentiras, traições
Chances e dor.

E cada verso que citei, cada sonho que eu tive
Hoje não são mais apenas momentos
Debaixo de muita chuva e o vento leva tudo que tenho
A esperança de ter um sorriso seu e algumas palavras.

Ouvindo: Janedoe - Never Shout Never
Foda-se se esta confuso lixa/

1 comentários:

Marie disse...

Tenho pena de mim por acreditar no amor.

Postar um comentário

 

Mente vazia a todo vapor 2010 | Layout por @vtkosq